Crowdfunding: Será essa a solução para você lançar seu jogo?

Tipicamente, os jogos são financiados por grandes publishers ou são financiados pelos próprios desenvolvedores independentes, tirando dinheiro do próprio bolso. Em alguns casos, o dinheiro pode vir de um incentivo governamental (o que está se popularizando devido aos programas de investimento a start-ups que tem surgido nos ultimos anos, mas ainda não é muito comum no Brasil)

Porém, nem todo desenvolvedor independente terá capital para investir no trabalho. A solução, porém, pode ser mais simples do que se pode imaginar, clique no Leia Mais e descubra !

O que é o crowdfunding?

The adventures of Bit 'n' Ravh

Crowdfunding é um modo de levantar dinheiro para financiar um projeto. Esse dinheiro virá em forma de contribuições de pessoas que gostaram da ideia e desejam ter o produto. No caso de  desenvolvedores indie, a comunidade gamer doa fundos para um jogo que se mostrou interessante ou promissor, e esses fundos só são de fato cobrados do cartão de crédito de seus doares se o projeto alcançar pelo menos 100% do dinheiro necessário para seu desenvolvimento.

Mas como você irá conseguir chamar a atenção dessas pessoas? Existem inúmeras plataformas online que disponibilizam o serviço. A maior e mais importante chama-se Kickstarter, mas existem outras como IndieGoGo, RocketHub e GoFundMe. Cada uma tem suas peculiaridades, vantagens e desvantagens, mas irão te ajudar a coletar os fundos que você precisa para tirar seu projeto do papel. (Ou colocá-lo no papel – às vezes você está desenvolvendo um jogo de tabuleiro ou de cartas, não é?)

Como funciona?

Crowdfunding

Basicamente, você irá descrever seu projeto, colocar quanto você precisa para ele ficar pronto e os interessados irão contribuir com uma determinada quantia em dinheiro. Pronto. Simples assim. Mas, fazer com que as pessoas participem é um outro desafio.

É importante lembrar que a maioria dos sites de crowdfunding tem uma política muito interessante para proteger os doadores: o all-or-nothing (tudo ou nada, em português) se o valor desejado não for alcançado, o dinheiro é devolvido aos seus donos. Então, não venha com ideias de colocar um valor exorbitante para ficar com o suado dinheiro de quem entrou.

Outra prática comum é colocar recompensas para os doadores. Quanto mais ele doar, mais coisas ele ganhará em troca. Exemplos? Vamos supor que você está desenvolvendo um jogo de RPG. A doação mínima é de 10 reais, mas se doarem 20, a pessoa ganhará acesso a um personagem exclusivo. Se doar 30, ela ganhará 4 itens únicos ao começar o jogo. Se ela doar 50, você enviará um livro com as artes conceituais usadas no desenvolvimento. E se ela doar 150 reais, você oferecerá tudo isso e ainda fará com que um dos personagens do jogo se tenha o nome do generoso doador!

Essas recompensas irão incentivar os jogadores a te darem mais dinheiro. Além de terem o seu tão desejado jogo em mãos, eles ainda ganharão brindes e vantagens!

Dá certo?

Chroma Squad

Se você fizer um projeto bem elaborado, conquistar a atenção de doadores e oferecer boas recompensas, é muito provável que você consiga o dinheiro que você precisa! Também lembre-se que o jogo que você estiver desenvolvendo deve cativar os potenciais doadores. Não adianta nada ter um projeto excelente de um jogo que ninguém quer!

Como exemplo de projetos financiados pelo crowdfunding podemos citar a versão HD de Baldur’s Gate. Sim, é um nome famoso e conhecido no mundo dos games, mas eles não podiam decepcionar a legião de fãs. Iniciaram o projeto, lançaram o jogo e agora milhares de jogadores ao redor do mundo podem ter acesso a essa relíquia!

Recentemente o excelente Broken Age também conquistou os fundos que precisava. Project Eternity, Wasteland , Shadowrun Returns e o brasileiro Chroma Squad são outros exemplos de projetos que alcançaram suas metas.

E então, você acha que o jogo que você está desenvolvendo pode ser um candidato a um crowdfunding? Ou conhece algum projeto que merece uma chance? Ja conheceu o projeto brasileiro The adventures of Bit ‘n’ Ravh? Não deixe de comentar!

(E para aqueles que gostam de quadrinhos, The Order of the Stick está sendo publicado novamente graças a um projeto que deu certo no Kickstarter!)

O que é bom tem que ser visto, então fiquem de olho no Blog Splitplay!

Splitplay Loja | Splitplay facebook | Splitplay Twitter | Splitplay Tumblr

Para os últimos lançamentos do site e novidades!  

Conheça o que é o Splitplay além do blog!

Next ArticleSplitList : 8 incríveis jogos indie para ficar de olho em 2014!